Escárnio e bem dizer
quinta-feira, setembro 09, 2004
 
eu ainda gostava de entender como é que isto:

Treta de lista blo.gs
hoje não actualiza os blogs do blogger. Venham cá avisar-me, pelise, quando actualizarem os vossos. :)
Publicado por 100nada às
03:08 PM Comentários (93) TrackBack (0)

Tem 93 comentários... é que gostava mesmo.

 
Ai que barrigada de gargalhadas dei agora. Eu a pensar que o blog estava com aquela mensagem de "page not found" ou qualquer coisa do género e afinal não! que bom, que bom!

 
Se bem que vendo bem, também não é suposto dizer nada de jeito, apenas escrever aquilo que me dá na gana e que a mim diz alguma coisa. O blog é meu, porra! ;) se a vocês não diz nada, paciência!...

Quase finalizava isto com a frase "rua do meu blog"

 
Hoje comecei o dia com as tuas palavras de conforto. Soube tão bem.

 
E vou continuar eu a guardar as memórias de um dia que foi tão importante para mim. Espero que o primeiro de muitos. Sinto que o primeiro de muitos.

 
retenho a imagem das bochechas cor de rosa e o rasgão de lado. Tu a dizeres "se não fosse tão velho..." e a deixares a frase por acabar. E eu ali a fazer festas naquelas bochechas e a imaginar o dia da história que me contavas.
Adoro a frescura das tuas memórias.

terça-feira, setembro 07, 2004
 
Estou a sentir-me vazia.

 
... Talvez um dia olhes para o lado e não esteja lá nada. Nada daquilo que nem percebeste ter. Porque há coisas tão mais importantes na vida... tantas. Será que as vês?

 
Talvez um dia... talvez. Será demasiado tarde então?... talvez.
Nem sempre se espera que todo o egoísmo passe, de braços abertos. O caminho continua e nós não podemos ficar parados tanto tempo nem estar sempre a voltar atrás à espera que um dia... um dia olhes para o lado e percebas.

 
... Porque, afinal, acredito tanto!

Bolas...

 
Depois de tudo ainda sou capaz de surpreender-me e desiludir-me. Será sinal de que sou ingénua ou será apenas sinal de que estou viva?

 
Quando tudo acaba sentes o vazio de quem não tem para onde voltar.
"quando a casa cai tu estás inteira"... estou?

 
-... Mas sobre o que escreves tu, Maria?
- Sobre o que precisares de ler nas minhas palavras.

 
Faltas.
De ti.
De mim.
Do mundo.
Porquê?
Não sei.

Percorro tantos caminhos mas não encontro. Não encontro um porquê.
Há tanta coisa sem explicação
"Nem tudo tem, ou precisa, de explicação".
Eu sei. Ou não sei?
Mas há coisas, coisas tão inexplicáveis e revoltantes...
Há emoções com as quais não se consegue, simplesmente, lidar com essa facilidade toda...
E o mundo... o mundo de que sinto falta, ainda existe?

segunda-feira, setembro 06, 2004
 
:]

domingo, setembro 05, 2004
 
Porque...

I write down all my secrets
But i don't feel self-assured
I swallow them has soon as someone
Enters my bedroom door

There's something I need to say
But I'll wait for you

I'll get rid of the evidence
Of all the blood stains in my clothes
All of my self-injuries
I will let none of them show

There's so many things I need to say
And no one to say them but you

Because you
Take me
Make me
Believe

Ther's a crowd of vultures
That are tightening up the siege
They feed on the random lovers
That fall short on their believes

I wont fall short on my ways
I will cross all these storms through
For you

Because you
Take me
Make me
Believe

There's so many things i need to say
And i?ll keep them until i get them through
To you

Because you
Take me
Make me

Believe...


You make me believe - David Fonseca


 
Um dia ainda te hei-de explicar porque é que és tão importante para mim.
 


Powered by Blogger