Escárnio e bem dizer
quarta-feira, dezembro 31, 2003
 
estou assim um pouco para o atrasada... mas venho aqui dizer que vou ficar uns dias fora. Beijos a todos e bom 2004.
terça-feira, dezembro 30, 2003
 
Falta pouco mais de 24 horas para:


 
Terça-feira, Outubro 28, 2003

Recordo-te. Recordo as palavras que me dizias, os abraços que me davas. Recordo as lágrimas caladas que te senti e a frustração que te vi tantas vezes nos gestos, nas palavras, no olhar.
Sinto que não foste feliz e sinto culpa por não o teres sido.
Meu querido, devia ter-te dito que te amo tanto. Amo-te hoje apesar da distância mortal que nos afasta. Devia ter pensado em ti durante a tua vida em vez de pensar, egoistamente, e tantas vezes somente em mim.
Esta culpa mata-me porque te matei.

Sentada no chão, com as tuas coisas por perto, choro tanto por dentro e tão pouco por fora.
@ //Bloggado às 10:31 PM por Maria

 
este link é melhor
 
2004 vai ser uma macacada
 
Pronto! já está.
 
e obrigam-me a ir colocá-los ali ao lado... vão para o serviço público porque é lá que vou ler muito do que se passa noutros blogs :)
 
Chamem-me vendida e não sei quê mais, mas gosto deles (ou dela) e pronto... está bem que é em grande parte porque gostam de mim, mas como não se sente um carinho especial por quem gosta de nós?
 
Acho que este blog está a voltar ao normal...
 
estou com uma dor abdominal um tanto estranha...
 
E o ano a acabar:

Terça-feira, Outubro 14, 2003

Perdi-te algures entre o tempo de te agarrar e o de te largar.
@ //Bloggado às 9:25 PM por Maria

 
Alguém quer trocar de vida comigo?
 
Às vezes pergunto-me: Maria o que andas a fazer? e fico sem resposta.
 
Olhem, aqui está uma prenda que me podiam ter oferecido... Estou muito curiosa sobre livro e ainda por cima nestes 5 minutos fazem uma crítica desta... lá o terei eu de comprar.
 
Estou coisa!
 
Oh mulher cala-te! que chata!... E depois ainda diz "não percebo porque é que as pessoas dizem que os velhos são chatos"... NÃO PERCEBE?!?!?! Não percebe!?!?!?!? pois pois... és um amor de pessoa, mas és chata! irra!... ora que coisa!
 
Ai tanto barulho!
 
Procuro palavras para escrever porque me apetece escrevê-las, mas parece que elas se escondem algures num qualquer lugar do meu cérebro e não querem sair de lá (as estúpidas)...
 
ai ai a minha vida!
segunda-feira, dezembro 29, 2003
 
Não entro no esquema lava-me as costas que eu lavo as tuas... desculpem por isso aqueles que me propõe, por email, trocas de links... não o faço. Gosto que me mandem para o email endereços de novos blogs para que eu os possa conhecer. Vou lá, conheço e umas vezes divulgo outras não. Não o faço para me divulgarem a mim, faço porque acho que devem ser divulgados. Por isso vou, com certeza, explorar a sombra que me indicam, quando conhecer e se achar que devo divulgo, não preciso de ser divulgada lá (já me estou a repetir... raios).
 
Olha, gostaram de mim... ou então não gostaram ;)
 
Esperar

Enquanto a vida passa eu espero. Nem sei o que espero. Talvez por ti? Talvez por mim? Talvez por nós... pela vida. Aquela que passa enquanto eu espero.
Ela passa e eu espero por ela. Que estúpidez! porque não a vejo eu passar? Estarei eu perdida? Sim...
Estou perdida em sonhos, perdida em delírios, perdida em esperanças e, enquanto me perco por algo que quero, o que tenho passa aqui ao lado. Bastava esticar a mão e agarrar. Bastava olhar e observar para amar tudo o que tenho. Mas não! o que faço é olhar de esguelha, baixar a cabeça, desfocar a imagem com as lágrimas que me provoco e dizer que não gosto daquela imagem, que não quero aquela vida. Não quero a vida que tenho porque quero aquela que não tenho.
Falo em querer mudar a minha vida, mas como posso eu mudar uma coisa que não agarro? primeiro tenho de agarrar, depois posso mudar o que agarrei. À distância isso não é possível. Porque não agarro? Será medo?...
Sim, é medo. É medo de agarrar naquilo que afirmo não gostar e passar a gostar e depois não querer mudar. Mas isso é estúpido... tão estúpido. E há tanta gente a "viver" assim.
 
Vou comer uma laranja.
 
Tenho fome. Tenho vontade de fazer xixi. Tenho os pés frios. Tenho ranho no nariz... Ainda dizem que é bom ter coisas! chiça!
 
Segunda-feira, Setembro 15, 2003

"Sentei-me numa cadeira de costas viradas para o mundo.
@ //Bloggado às 7:40 PM por Maria"

 
Bom estive a acrescentar ali ao lado uma série de links... depois, se me apetecer, meto mais, se não me apetecer não meto. E pronto! não têm nada a ver com isso e nem sei para que me estou a explicar!
 
Merda!
 
Chamo-te e não me ouves.
domingo, dezembro 28, 2003
 
Esta sou eu.

Suplicante. Angustiada. Sincera. Louca. Sensata. Preversa. Apaixonada. Carinhosa. Fraca. Arrependida. Forte...

Esta sou eu.

Olho-me, observo-me, reflicto sobre mim. Sinto medo do que não vejo e, por vezes, odeio o que vejo.

Esta sou eu.

Com todos os defeitos e qualidades. Sou eu. Sinto emoção quando interiorizo aquilo que sou. Sinto medo do que não vejo e, por vezes, amo o que vejo.

Sou eu.
 
Angústia. Sinto-a agora muito intensa como se me apertassem o estômago e batessem no peito.
Tenho medo que fujas de mim. Tenho medo que não me fales mais. Tenho medo que não me entendas. O que mais preciso fazer para que entendas? Porque não entendes? porque escutas outros que não eu quando eu sou quem me conhece melhor?...

Sinto-me traída! Sim, querida, traída. traída na confiança extrema que depositei em ti. Porque, ainda que não tenhas sido tu a falar, deixaste que as palavras alheias manchassem os teus pensamentos de mim.
O que faço eu agora? finjo que acredito em ti e a minha angústia aumenta? ou digo-te a verdade e a minha angústia mata-me?
 
Memórias passadas:

6 de Setembro de 2003:

Sinto-me muito pequena e sinto-te muito longe. Já não sei como preciso de ti, mas sei que preciso de ti aqui.
@ //Bloggado às 9:39 PM por Maria

 
E quero aqui agradecer publicamente a todos quantos me enviaram as boas festas... o tempo para respostas não tem sido muito, mas depois eu tento responder a todos um a um.

Obrigada.
 
blogspot
 
Detesto estes pop ups do bloggspot... raios!
 
Tirei o coiso das crianças porque deixou de funcionar... pronto!
 
Memórias do ano a passar

Em Sexta-feira, Agosto 29, 2003:

O tempo foge e eu tento agarrá-lo aqui. Depois reparo que o tempo virtual é outro, não pode ser o meu.
@ //Bloggado às 8:48 AM por Maria


Powered by Blogger