Escárnio e bem dizer
quinta-feira, novembro 06, 2003
 
Finalmente alguém me manda um email (e bem educadinho) a dizer que não gosta do meu blog. Ora isso só me faz bem porque estava a ficar muito convencida com isto, ou então não estava...

Obrigada JMS
 
"Fui levar a minha tia a marrocos, ip oh, fui levar a minha tia a marrocos, ehhh, fui levar a minha tia, fui levar a minha tia, fui levar a minha tia a marrocos, ip oh!"

Isso não era dos amigos do gaspar?
 
AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!
 
Pequena mensagem inspiradora markliana para hoje:

"Quando pegamos uma espada para matar um dragão, convém que ela esteja afiada. Não por causa do dragão, porque esse bicho lendário não existe, mas porque é natural que depois de gritarmos que vamos matar um dragão, apareçam pessoas que nos querem internar, e elas às vezes são brutas".
 
Comprei, ontem, o livro O Regreso do Homem que Mordeu o Cão, a irmandade do canídeo (se estavam a pensar oferecermo no natal podem ir esquecendo... mas ainda estou disponível para o "vai uma rapidinha"...), já o li e já me ri como, ia dizer nunca, mas a verdade é que já me ri como todas as manhãs, mas durante mais tempo.

Ora, pensei em meter aqui umas quantas histórias, mas elas são grandes... por isso vou optar por colocar aqui alguns dos pensamentos que se podem encontrar na secção "pequenas mensagens inspiradores" no final do livro.

Já a seguir a mensagem para hoje.
 
Consegui ir ao email e fiquei a pensar naquelas pessoas que comem torradas barradas com doce (doce de morango, doce de cereja, doce de sei lá o quê). Qual a graça de comer torradas (quentinhas) com doce (frio)?

Torrada para mim é com manteiga. Muita manteiga... a derreter por cima da tosta quente.

Sim, esse é um dos bons prazeres da vida.
quarta-feira, novembro 05, 2003
 
Ainda por cima não consigo aceder ao email... queria ver quantas propostas de aumento de pénis tenho e não posso! ora bolas!
 
Foi um dia esgotante. Estou cansada e sem paciência.
 
Num email (daqueles tipo aprenda isto, aumente aquilo...) estava escrito no assunto: Arte milenar do abo. Eu li: Arte milenar do rabo.

Acho qua ainda não acordei.
 
Café com leite e torradas barradas com muita muita manteiga (primor, sempre).
 
Posso bater-te?
 
Mas porque é que tu és teimosa, porra! já te disseram que não é assim! quer merda! tens a mania que tens de ter sempre razão. Chiça!
 
Sinto-me perdida mas nem sei se me quero procurar. Tenho medo do que vou encontrar. Tenho medo de ser. Ser... Tenho medo.
Preciso de ti, amiga, e tu estás longe. Cada vez mais longe.
terça-feira, novembro 04, 2003
 
Sobre esta questão, devo aqui dizer que de uma maneira geral não gosto de franjas nos homens, mas há aqueles a quem fica bem. Como em todas as regras há excepções. Precisava de ver a franja da discórdia para dar uma opinião.
 
Agora vou ler os meus favoritos.
 
Quanto à lareira já está ali a arder. Adoro o barulho do lume. Adoro o cheiro do fogo. Adoro o calor que de lá emana. A minha sala até parece outra.
 
Devo confessar (e isto acaba por ser a resposta a um email), que não gosto muito de champagne. Sou muito nacional no que toca a vinhos e queijos e petiscos de uma maneira geral.
Adoro um bom verde e prefiro-o mil vezes a um bom champagne.
 
É hoje. Vou tirar a virgindade à lareira. Depois vou jantar sentada em frente a ela :]
 
Não, não quero aumentaro meu pénis. Também não estou interessada em divulgar a minha "empresa" através da criacção de um site; Não quero comprar nenhuma máquina de café com a oferta de 100 copos; nem quero jogar num bingo qualquer que nem vi. Obrigada por me enviarem esses emails TODOS os dias. CHIÇA!!
 
Agora vou ver o email.
 
Então olha, miminho para ti. Eu também gosto muito :]
 
De nada :]
 
Aviso:

Vou fechar o blogger e dormir.
 
Olha! o Ecos sumiu-se... quando terá acontecido isso?
 
Eu sei que é parvoíce... mas de vez em quando vou espreitar aqui a ver se, por acaso, aquela louca não teve vontade de postar alguma coisa por lá...

É que, a bem da verdade, gostava mais do antigo 100nada.
 
Bom... já li cerca de metade dos meus favoritos... queria ler o resto e ainda queria ir descobrir mais uns quantos... alguma coisa vai ter de ficar para depois.
 
Ah que bom! a colorida chegou aos 1000 visitantes. :] ainda me lembro de há pouco tempo dizer aqui que o counter dela devia de estar avariado porque tinha cerca de 40 e agora tem 1000 :]

Muito bem, miúda, mas vê lá não me ultrapasses ;) (kidding!)
 
Ainda pensando em abrir as portas deste blog à Catarina... acho que nesse caso teria de deixar de chamar-se Escárnio e bem dizer para passar a chamar-se qualquer coisa como: Licor a duas.
 
Olha que giro, ela mudou o template. Está muito melhor assim.
 
Vou ver a ruiva enquanto o chá arrefece.
 
Engraçado, a Catarina fala de lareiras e abrigos. Fala de como a Attila lhe proporcionou abrigo.
Catarina, se um dia precisares de outro abrigo, esta minha casa tem as portas abertas para ti.
 
Falando em chá, vou ler o 100nada
 
Mas o chá vou tomá-lo agora. Vai ser camomila.
 
Pés frios.
Olho para a lareira ainda virgem e penso que um dia destes a vou estrear. Hoje já é demasiado tarde mas fica a vontade de me sentar no sofá em frenta a ela, cobertor nas pernas, chávena de chá a aquecer as mãos.

É curioso mas estas minhas palavras lembraram-me uma pessoa de quem sinto muita, muita falta. Talvez porque esse era um dos prazeres dele: uma lareira, um cobertor, um chá e uma boa companhia.

Sim, meu querido, não te esqueço com tanta facilidade e nas noites frias hei-de abraçar-te.
segunda-feira, novembro 03, 2003
 
Dou-te a mão e deixo-te guiares-me caminho fora até chegarmos ao lago.
Sento-me ali a observar a natureza enquanto tu apanhas umas ervas que não sei o que são ou para o que servem. Também não me interessa saber.
Gosto desta paz.
O sol bate nos meus cabelos que brilham e vejo-me reflectida na água.
- Posso descalçar-me e molhar os pés?
- Claro. A água é limpinha.
Claro que é limpinha. Neste tempo toda a água é limpinha.
Molho os pés, brinco com os peixes, persigo tartarugas e rãs. No final já não são só os pés que estão molhados.
Olhas para mim e ris da minha figura e eu corro para os teus braços e abraço-te com força.
Dou-te a mão e deixo que me guies caminho fora até chegarmos a casa.
Desapareces. Eu vou para o quarto. Danço, rodopio, sonho e deixo-me cair esgotada na cama até amanhã.
 
Ai credo! que estou tão atrasada! mas porque me meto eu a pensar no Marco do macaquinho, depois dá nisto!
 
Como podem ver é uma poll "bem democrática"!
 
Pronto!

Para me vingar dos desblogueadores criei uma poll... ora vejam aí na barrinha ao lado.
 
Era um porto
Italiano
Mesmo ao pé das montanhas
Vivia o nosso amigo Marco
Numa humilde casinha!

Ele acorda
Muito cedo
Para ajudaaaar
A sua querida mamã!

Mas um dia a tristeza,
Chega ao seu coração
A mamã tem de partir
Rumando o mar
Para outro país

Vais-te embora mamã
Não me deixes aqui
Sabes mamã
Como eu gosto de ti

Hei-de ir ao teu encontro
Procuro-te por toda a parte
Não me importa se for longe
Hei-de encontrar-te

SHUINFT! :'(
 
E agora vou ali e já volto porque não consigo tirar o marco do macaquinho da cabeça...
 
e deixem-me lá pensar mas é noutra coisa porque estou a ficar obsecada com os desenhos animados.
 
Mas agora amuei! se não há a heidi ou o marco do macaquinho não voto! pronto!
 
Vendo bem eu gostei muito da Abelha Maia...
 
Faltam a heidi e o marco do macaquinho!
Eu chorava baba e ranho a ver o marco... se não há nenhum desses dois não voto!, pronto.

Powered by Blogger