Escárnio e bem dizer
sábado, setembro 20, 2003
 
Eles tinham razão :)
 
Eles dizem para eu meter o saco tal como está no microondas... mas aquilo está a inchar tanto!!!
 
Acabei de meter mais um ali no monte do lado direito... há mais uns quantos que queria meter, mas agora esqueci-me, bolas!
 
Andreia e a Blackbelly - São duas! as meninas do pano do pó :) tinha-me esquecido da Andreia (curiosamente a mais fácil de ver que é menina... mas eu sou iztupida!). Obrigada Xung ;)
 
Ah! isto lembrou-me os idos loucos anos de 80 com a malta toda a gritar e a mostrar os rabos: NÃO PAGAMOS!!!
 
além disso chego à conclusão que não têm lógica mudar alguns deles... como por exemplo onde digo que tenho problemas com o teclado... mas chega de explicações: NÃO MUDO! PRONTO!
 
pronto, não corrijo todos porque há uns que se percebe bem ;) além disso vou tomar café.
 
Agora que corrigi o café fiquei com vontade de ir tomar um... mas ainda estou de pijamita e com o banho por tomar. Acho que estou viciada no blog...
 
Agora vou corrigir ali os posts abaixo e meter a acentuação em todos.... ai que trabalheira!
 
Venho aqui agradecer publicamente ao Xung do pano do pó, o facto de ter-me explicado como corrigir o problema do teclado :) adoro os meninos e a menina (é só uma, não é?) do pano do pó. Vá tudo a ir lê-los porque eles são divertidos e estão sempre bem dispostos! são optimos para ficarmos com um sorriso na cara :)
sexta-feira, setembro 19, 2003
 
- Ainda não tomei café hoje
- Eu também não
- 'Bora ja aqui!

Lá fui, contrariada a uma daquelas coffee shops, às quais eu chamaria de venha enconstar a barriga ao balcão e injecte a sua dose matinal de cafeína. Porque é isso que acontece ali. Ou seja, as pessoas correm para um balcão onde, rapidamente e sem tempo para relaxar, consomem a dose matinal de cafeína.
Eu gosto de tomar café. adoro o aroma do café. adoro tudo isso. É um prazer que tenho. Tomar café, tal como sinto prazer em fumar ou em jantar com boa companhia e tomar um belo vinho (tinha-me esquecido do sexo... imperdoável. deve ter sido da falta de acentuação). Tudo isto são vícios que tenho, são completamente psicológicos (pronto, ok... tá explicado... o sexo é também um vício físico... acreditem que ficam a ressacar se estiverem muito tempo sem ele. Infelizmente depois habituam-se a estar sem ele. Como qualquer outro vício. Mas no caso da falta de sexo faz mesmo muito mal à saúde mental, a sério que faz!) e nem sequer tenho grande interesse em acabar com eles... quando quiser, acreditem, acabo. Porque são psicológicos, basta querer. E, além do tabaco que tem consequencias físicas, mais nenhum me faz mal nenhum. (e já fumo muito pouco... um maço por semana, pelo prazer).
Tudo isto para perguntar:

Qual o prazer de tomar um café, encostado a um balcão, normalmente num local cheio de gente, onde o calor se sente com grande intensidade e o agradável aroma do café vem misturado com o do pó da máquina que não e lavada há imensos dias e o do suor de quem ali vai?

Nada como o prazer de estar sentada, num local com ar condicionado e janelas para a rua, a ser atendida numa mesa limpinha (ou quase), por um empregado sem pressa, que não nos atira o cafe e ainda nos sorri. isso sim é o prazer de tomar café. para isso tomo o café matinal... é esse o meu vício.
 
Eu acho que e (este E leva acento agudo) melhor (faltava o melhor, vim ca por) ir para a cama antes de destrua mais alguma coisa... ou entao nao (tudo com til...)
 
Mas agora esta porcaria não me abre o 100nada... aiiiiii
 
Agora, agora! agora, agora! tu es um cavalo de corriiiiiiiiiiiida!
 
mas sera que eu preciso de mudar os settings do teclado? Sera isso?... se alguem souber onde isso se faz envie/me um email por favor *e explique tim tim por tim tim porque eu sou muito iztupida(... ai que confus\ao!
 
Ah e o Miguel manda/me um insulto bem giro! obrigada! >) (isto era suposto serem dois pontos e um parentesis...)
 
The page cannot be displayed... arre! quero responder aos emails! eu nao sou mal educada...
 
porcaria de teclado... chica! (era chissa com C cedilhado)
 
Ah mas nao cheguei a explicar. eu disse que nao era goda pq o RC me foi ao email insultar e chamar isso...
 
cucu! esta ai alguem?
 
ou melhor, eu entro no email, mas depois nao consigo enviar nada... eu li. :)
 
pois... o ce cedilhado, ja era... bolas!
 
Peco desculpas a quem me enviou emails ainda nao ter respondido, mas nao consigo entrar no email... acho que tenho um virus estranho neste computador... bolas!
 
XOU NADA GODA!!!!!
quinta-feira, setembro 18, 2003
 
ai... estou que nem posso!
 
o Nelson tem toda a razão. Infelizmente era de esperar que isso acontecesse. Esse é o principal motivo pelo qual não tenho comentários no meu blog. Aliás, neste momento já é mesmo o único. Quem não quer aturá-los fecha-lhes a porta, não lê o blog deles e deixa-se estar sossegadinha a escrever aquilo que nos apetece (esta última frase ficou mal construída mas não me importa... tentem vir avisar isso para os comentários, vá, vá, tentem!)...

Mas ainda há outro aspecto mais lamentável, Nelson, são as pessoas que, querendo atacar os autores de blogs que não têm comentários (como é o caso do meu), e querendo protagonismo (porque eu tenho email para me insultarem também, apesar de receber mais elogios ;) ), e, como tal, vão aos outros blogs, aqueles que afirmam ler os que não têm comentários, insultar os autores dos mesmos... é triste.

Isto fez-me chegar a uma outra conclussão (ou pelo menos, fez-me tirar algumas dúvidas): Quem nos quer contactar para nos fazer bem (elogiar), não procura protagonismo e fá-lo para o email privado. São pessoas que gostam de nós e apenas querem que NÓS, e não o mundo inteiro, saiba que elas gostam de nós. Já quem nos quer insultar não se contenta em fazê-lo para um email privado, onde mais ninguém vai ler. O interesse não é fazer críticas construtivas, mas sim destrutivas. E essas pessoas, insignificantes, sabem perfeitamente que não aborrecem nem um bocadinho a pessoa que atacam, a não ser que façam um ataque em praça pública! e não pode ser nos seus próprios blogs, onde querem manter uma imagem de gente bonita e boazinha. não! tem de ser nos blogs alheios, com nomes falsos. E porquê? porque sabem que além de aborrecerem quem é insultado, aborrecem todos os outos que lêem. Sabem que vão virar as pessoas contra elas. São pessoas com mau íntimo que querem manter uma imagem de pessoa boazinha, que não faz mal a ninguém, que perdoa e até gosta de todos os outros. Normalmente mostram uma imagem paternalista, de pessoa que "tem pena" da vida dos outros, que acha que a sua vida é que é perfeita... Depois, no anonimato (ou pensando que enganam todos os outros), tornam-se nas verdadeiras pessoas que são. Pessoas invejosas que não entendem como é que blogs simples têm pessoas que gostam deles. Não entendem, não aceitam e querem destruir esse bom ambiente...

Agora, amiguinhos que me lêem e se identificam com tudo o que disse (sendo que não estou a pensar em ninguém em especial... ou então estou... mas essa dúvida vai ficar sempre na vossa cabeça), podem ser honestos uma vez na vida e venham insultar-me para o email. Vá, coragem! venham!
quarta-feira, setembro 17, 2003
 
Doi gostar tanto de ti.
 
Sempre que leio um determinado blog, há uma série de palavras que me vêm à mente:

Neurolépticos, Lamotrigina, Ácido Valpróico, entre outras...
 
Pronto! pronto! chamem-me vendida! mas como se pode não adorar quem nos elogia desta maneira ;)
 
:'] adoro esta ruiva!
 
Agora que me ponho a pensar nisso... coitada da cama! ora reparem:

Conversas hipotéticas:

Conversa 1:- Ontem fui para a escola com o manuel.
- Ah! está bem.

Conversa 2:- Ontem fui para o trabalho com o manuel.
- Ah está bem.

Conversa 3:
- Ontem fui para a cama com o manuel.
- Ah sim!?!?!? muito me contas! e foi bom?

PORQUÊ!?!?!?!?


 
Amizade. Quando dura a vida inteira (ou muitos anos) consideramo-la verdadeira. Amamos esses amigos como se fossem amantes mas não temos relações sexuais com eles (ia dizendo que não vamos para a cama, mas isso por vezes é mentira. Já fui para a cama com alguns amigos... ir para a cama. Só mesmo isso).
 
Quando as saudades apertam telefona-se, combina-se qualquer coisa. Depois espera-se pelo reencontro e as saudades doem. Cada vez que se pensa no objecto da saudade sente-se uma dor, um aperto. Nem entendemos bem porquê, tal como não entendemos porque gostamos tanto da pessoa em questão. Também não importa desde que estejamos com ela. Gostamos. É tudo. Talvez estejamos iludidos a seu respeito, mas isso só saberemos se nos desiludirmos. Quando isso não acontece, ou enquanto isso não acontece, vivemos nessa ilusão que é tão real e tão bonita.
 
Olha! já vi escrito de três maneiras: microondas, micro ondas e micro-ondas... escrevo microondas porque acho mais bonito (e dá menos trabalho)
terça-feira, setembro 16, 2003
 
Eu cá tenho sempre a sensação que o mais estreito é mais suculento... mas de facto não vejo grandes razões para isso acontecer... deve ser algo que já incuti a mim mesma. Agora fiquei a pensar em peixe... o que esta mulher me faz!
 
Abre a porta e deixa-me entrar.
 
Coincidências? será que existem?

Sim, existem... o mundo não gira à tua volta. Mas a dúvida que fica sobre o que gira ou não, às vezes pode destruir a auto-estima.
 
dizes-me que estás a começar a gostar de mim e depois explicas melhor... mas eu já entendi há tanto tempo!
 
- Eu não tenho uma disponibilidade de 24 horas para ti, minha querida.
 
ok ok... confesso que o post abaixo era mesmo para vos deixar confusos ;) (já vos estou mesmo a ver: então mas afinal a gaja está ou não perdida! raios!!!)
 
Estou perdida
 
Amo-te, não perdidamente porque não estou perdida.
 
Não foste tu quem me desiludiu, fui eu quem se iludiu. Logo fui eu quem perdeu a ilusão.
 
A vida é feita de momentos. Desses momentos surgem pensamentos e perspectivas. Há quem consiga perspectivar uma realidade possível e consiga ser feliz com a mesma. Mas há quem tenha perspectivas demasiado optimistas e se iluda, acabando por se desiludir, olhando seguidamente a realidade como algo mau. Porque criou um sonho e esse sonho não foi realidade o tempo todo. Aqui vem o pessimismo. Logo um pessimista é sempre um optimista que se desiludiu. Bem vistas as coisas, à partida somos todos optimistas. Uns são mais do que os outros e esses, normalmente, acabam por tornar-se pessimistas exactamente por, a dada altura terem sido demasiado optimistas… ai que confusão!
 
10 isso sim e porra que me queimei!
 
7 minutos, que mentirosos! bolas!
 
Retirar o produto da embalagem e colocá-lo num recipiente próprio para microondas. Colocar o recipiente no microondas. Aquecer durante 7 minutos na potência média (qual é a potência média?). Se o microondas tiver grelhador (tem), deixar gratinar durante 1 minuto. Sugestão: adicione pão ralado antes de levar a gratinar (não gosto de pão ralado).
 
Porque não deixas que o tempo apague essa marca? Existe o vento, existe o sol, existe a chuva… não fujas de tudo isso.
As feridas curam-se, a dor passa. Mas tens de ser tu a dar-lhe a oportunidade de isso acontecer. Não escondas a ferida num penso que, depois de arrancado, a deixa tão aberta como estava anteriormente. Ajuda-te. Ajuda-te sozinha. Eu estou aqui para te dar o ombro, a mão. Mas não posso dar mais do que isso. Não podes esperar que eu cure as tuas dores. Não podes esperar que eu arrume a tua casa. Mas não me feches a porta. Não tenhas medo. Eu não te censuro. A casa está desarrumada, e depois? Achas que a tua é a única? Assume essa desarrumação e, acima de tudo, assume que tens forças suficientes para arrumar. Não deixes o lixo acumular. Já não dá para tirar certas marcas? Não tires. Deixa-as ficar. Entende porque estão lá, vive com elas, e evita marcas futuras. Compreendes?
 
Viver um sonho e torná-lo realidade. É bom.
 
Hoje estou mesmo bem disposta. Tão bem disposta que as palavras que me mostraram hoje (mostrar sim, através de atitudes, outras palavras e gestos que eu interpreto) ficam aqui dentro... talvez as mande para fora mais daqui a pouco
segunda-feira, setembro 15, 2003
 
:] volto mais logo... agora vou buscá-lo e depois... depois... bom, talvez só volte amanhã...
 
'PEREM... 'PEREM... TELEMÓVEL!
 
CAMPAÍNHA!!! CAMPAÍNHA!!!
 
Que me queres afinal? porque continuas a ligar? porque não largas de vez? Foste tu quem largou, lembras-te? então? larga de vez! de que tens medo?

Não me perdes se não quiseres tudo, mas nunca mais terás tudo.
 
Talvez queira ser um outro eu.
 
Gosto de mim. Juro que gosto. A sério! gosto mesmo. Mas queria ser outra pessoa. Ser eu sendo outra pessoa. Entendes?
 
Queria voltar atrás. Ao tempo em que não tinha problemas. Não sei quando foi isso. Não me lembro...
Existiu?!?! sim, existiu. Eu sinto. Sinto mas não me lembro de quando foi. Quero ir lá. Ajuda-me a ir lá. Ajuda-me a estar sem problemas, a viver uma vida.
 
Sentei-me numa cadeira de costas viradas para o mundo.
 
- E então, como está?
- Estou óptima. Tenho uma vida boa, sou amada por todos, tenho um bom emprego. Que mais preciso?
- Talvez acreditar em tudo isso que diz.

*Olhos baixos*
*Silêncio*
 
Estou fascinada com o bebé que está no desblogueador :]

Sara olha que ainda é muito cedo para se tirarem conclusões sobre o sexo... pois, não tem pilinha porque às 15 ou 17 semanas isso ainda não se vê)
 
Então bom dia! :]
 
Perdi. Sinto que perdi...
...Toda a vida. Ela vai em frente e eu quero voltar atrás. Não dá. Não posso.
Nego o futuro, escondo o presente, tento agarrar o passado. Tento corrigir.
Tenho medo. Ajuda-me! Por favor, ajuda-me!

Quem sou? Diz-me!
Diz-me o que sentes por mim? o que sou para ti afinal?
Apenas mais uma pessoa no meio de tantas e tantos. Não dás importância a nenhum, pois não?
Estás a usar-me. Sinto que me usas. Mas preciso de ti. Não sei o que fazer.
Ajuda-me! ajuda-me nem que seja por que essa é a tua função. É A TUA FUNÇÃO! ouviste?!?! ouviste?!?! Não o negues, bolas! Que raiva tenho de ti. AFINAL PARA QUE TE QUERO?!?! porque te procuro?!?! para que preciso de ti!?!
Desespero! desespero... Já não sei mais o que fazer. Preciso de ti... ajuda-me. Ajuda-me. Não me abandones. Não me largues. Não me deixes só...
 
A ruiva voltou e voltou inspirada :]
 
Ora bolas! não há nada :( nem vergonha nem coisa nenhuma...
 
Agora vou aqui
 
Bem! fartei-me de escrever! muito bem :) porque "o que faz falta é animar a malta".
 
Ora deixem-me lá ir ver o que é que eu disse na minha ausência.
 
Os meninos e as meninas do desblogueador enviam-me o seguinte email:

Assunto: Tá mal!

Quer-se dizer...não há desculpa. Então és todos os blogs e não és ninguém do
nosso? Exigimos igualdade. Queremos uma Maria só para nós...também somos
gente!



beijokas furiosas



A gerência do desBlogueador


pois... de facto... pois... não tenho desculpa... mas nem sei quem seja de vocês. Talvez o Joaquim Varela que é homem e fala imenso de carros e de futebol. E como eu (Maria), não entendo nada disso, tenho de disfarçar no vosso sendo o Joaquim Varela que entende... entendem?
 
Voltei, voltei, voltei de lá...

Powered by Blogger